Veja todos os posts da categoria

Lifestyle

Lifestyle

Como realizar sonhos? Minha história

25 de fevereiro de 2017

O maior sonho da minha vida era morar fora do Brasil. Era viver experiências diferentes, conviver com pessoas de outras culturas e que fosse em um país que falasse inglês. hehe Era só o que eu pensava. Mas como realizar sonhos?

Nasci em uma família muito pobre, do interior do estado do Pará. Era basicamente eu a minha mãe no início. Obviamente ao longo da minha vida, pessoas nos ajudaram, algumas pessoas da minha família de sangue e da minha outra família, a do coração. E eu sou eternamente grata por tudo!

Quando eu já tinha uma certa idade, adolescente, nos mudamos em definitivo para Manaus, onde fomos apenas com uma mala roupas. Não tínhamos absolutamente nada. Com o passar dos anos, depois de muito sacrifício e trabalho, conseguimos o temos hoje… É uma história longa, outro dia eu conto melhor.

Apesar de todos as batalhas diárias, eu sempre sonhei muito alto. Sempre corri atrás e tentava ao máximo realizar meus sonhos. Muitas vezes eles não davam certo, por diversos motivos, mas os mais importantes e fundamentais deram, isso é o que importa.

Estudei meu ensino médio em escola pública, passei na UFAM e estudei Design, me formei e comecei a trabalhar. Altos e baixos, coisas deram certo e coisas deram errado, mas eu nunca desisti. Corria atrás, ia em busca do que eu queria. Nunca deixei meus sonhos morrerem!

No final de 2015 tudo começou a mudar. Em outubro, comprei uma passagem as pressas, na louca, para os Estados Unidos, para passar as férias, em janeiro de 2016, e realizar meu sonho de criança na Disney. Foi a coisa mais louca da minha vida! haha Era a primeira vez que eu iria fazer uma viagem internacional sozinha e a minha primeira viagem sozinha também. Que emoção! Passei 10 dias incríveis lá, fiz amizades e conheci uma pessoa especial que, por impulso, acabamos começando a namorar. Um mês depois, em fevereiro de 2016, lá estava eu de novo. Dessa vez, não fui de férias. Fui meio que fazer um intercâmbio de 9 dias hehe Convivi com amigos e família desse meu namorado e fui super incrível. Foram 9 dias de “vida de americano” e foi super demais. Após voltar ao Brasil, a vontade de permanecer lá era incontrolável. Então passei a pesquisar incessantemente maneiras de ir morar lá, seja com um emprego (através do quase impossível HB1 visa) ou através de estudo. Em contrapartida, eu tinha uma vida bem estraturada no Brasil. Excelente emprego, um apartamento recém comprado, minha mãe, família e amigos. Como que eu ia largar tudo pra viver isso? As coisas pareciam não dar muito certo até que infelizmente depois de alguns meses o relacionamento acabou, mas a vontade de morar fora não morreu jamais!

Cerca de um a dois meses depois do término, meu coração estava com sede de mudança, muito mais do que antes. Eu respirava aquilo, sonhava acordada em morar fora. Procurava todos os países English speakers (sim! porque amo inglês haha) que eu pudesse estudar e trabalhar… nos EUA eu não poderia trabalhar se fosse com visto de estudante. Vi a lista dos países, analisei os países e foi quando a Australia apareceu na minha vida. É aquela coisa, quando algo TEM que acontecer, acontece e rápido! Tive a idéia, conversei com a minha mãe (que me apoia sempre, em todas as minhas loucuras haha) e em 2 meses eu tava aplicando para o meu visto de estudante australiano… Estava eu ali, tremendo, morrendo, mas muito feliz.

Para quem já tem uma vida estruturada, dificilmente larga tudo para viver uma aventura. E comigo não seria diferente. Saí do Brasil obstinada a morar de vez aqui em Sydney. Já tinha feito vários planos de ação, caso uma dessa errada, eu tinha outras formas para tentar. Apesar de parecer meio louco, eu tinha planos reais de realização. Eu sabia como poderia estender minha estada aqui legalmente e por isso não me preocupei muito nessa parte, embora eu ainda estivesse morrendo de medo de tudo! haha Eu chamei isso de “aventura” porque pra muitas pessoas foi uma aventura largar tudo no Brasil, pra ser “ninguém” aqui. Mas cá entre nós, eu e minha mãe (e meu padrasto na época) começamos no zero no Brasil, porque eu não poderia começar aqui também? Nada é impossível! 🙂

Milagres acontecem!

[Vou editar esse post em JUNHO de 2017 para adicionar essa informação aqui]

Gratidão

Cheguei em Sydney dia 26 de Outubro de 2016. Cheia de felicidade, mas também de medo e preocupações. Encarei uma vida nova, num país novo. Adquiri resposabilidade, me tornei mais independente e estava realizando um sonho. Já parou pra pensar quão mágico é você acordar todo dia vivendo um sonho? É incrível!

É facil morar overseas? Com toda clareza e franqueza do meu coração: NÃO. Nem um pouco! Brasileiros que vivem aqui sempre falam isso… Australia é só pros fortes. Tanto é que quem vem pra cá com o intituito de morar legalmente, vindo como estudante, já é gente mais madura e mais centrada. Otherwise, o pessoal já volta o mais rápido possível. A vida aqui não é fácil, mas se você tiver sorte*, consegue ter uma vida tranquila aqui.

Como realizar sonhos?

Parece cliché, mas sério, isso é muito real. Idealize exatamente (detalhes, cenários, emoções) o que você quer realizar. Mentalize, sinta, receba e adicione uma pitada de dose especial. É assim que a gente consegue realizar sonhos. O que é a dose espacial? É correr atrás! Nada acontece por acaso. Nada vem de graça. Hoje eu olho para trás e ligo os pontos. Tudo que eu fiz na minha vida me trouxe para cá. Estudo, empregos, relacionamentos, pessoas… Muita coisa faz sentido quando eu olho para trás e enxergo o porque tudo aconteceu. Muita coisa me fez chorar, muita coisa ruim eu acreditava que eu não merecia receber, mas até isso me ajudou a estar aqui. Jobs já dizia:

“You can’t connect the dots looking forward; you can only connect them looking backwards. So you have to trust that the dots will somehow connect in your future. You have to trust in something – your gut, destiny, life, karma, whatever. Because believing that the dots will connect down the road will give you the confidence to follow your heart even when it leads you off the well worn path; and that will make all the difference.” Steve Jobs

Minha vida não é fácil, nunca foi e, para ser saudável, nunca será. É importante a gente viver uma vida como ela tem que ser: com alegrias e dificuldades. Que chato seria se tudo fosse facil o tempo todo, né? Por isso, seja grato até nas decepções. Veja coisas boas em tudo e não desista!

Com essas palavras de motivação eu me despeço por aqui e te desejo muita felicidade e sucesso na vida. Coisas incríveis acontecem a todo instante. Peça e será dado e não se esqueça de ser grato a cada instante, a cada segundo. <3

Beijos de luz!

~ ♥ Se você gostou desse post, deixe um comentário! ♥ ~

Você também pode gostar...

Beleza ~ Cabelos ~ Lifestyle

Minha experiência com Transição Capilar e Big Chop

23 de fevereiro de 2015
transicao_capilar_big_chop_ANTES_e_DEPOIS

Quem me acompanha aqui no blog sabe que decidi parar de alisar meus cabelos depois que acontecimento específico de alisamento acabou com todos os meus fios, fazendo-os cair e crendo que eu iria ficar totalmente careca depois do disso. Felizmente eu não fiquei careca porque, somente porque, eu tenho MUITO cabelo! rs Com esse acontecimento, passei a declarar que eu, a partir daquele momento, estaria em Transição Capilar.

Apesar dessa queda toda, ele simplesmente ficou impossibilitado de continuar grande e passei a usar peruca por um tempo porque não poderia cortar (leia esse post aqui para entender mais sobre o que aconteceu). Com isso, não tinha outro jeito, eu não tinha escolha: precisava cortar toda a parte detonada.

ANO 2013

Nas 3 fotos abaixo, mostro como ele estava em uma época “boa”. Nessas fotos, os fios estavam alisados, com escova e chapinha. Algumas mechas estavam queimadas (amareladas) de tão mal cuidado que estavam, mas esse aí não era o fim dos cabelos lisos para mim… O dia que eu detonei ele de vez ainda ia demorar um pouco para contecer.

transicao_capilar_big_chop_ANTES

Fase 1: Cabelo alisado, com escova e chapinha.

ANO 2014 – Outubro ~ O primeiro Big Chop

Em Outubro de 2014 resolvi alisar meus cabelos, como de costume, usando um alisante que já conhecia e usava há anos. Para minha sorte, os componentes do alisante aplicado não eram compatíveis com os componentes do alisamento anterior que eu tinha feito (sim, não usei o mesmo produto porque tinha ido em outro salão e esse ultimo produto quebrou muito meu cabelo e, por isso, decidi não ir novamente). Alguns minutos após a aplicação, minha raiz (onde estava sendo aplicado o novo alisante) começou a ficar mole e meus cabelos estavam se desfazendo, como se tivessem se dissolvendo. A partir dessa hora, tudo mudou! Como citei no início do post, fiquei com poucos fios de cabelo e estava somente com mais cabelos na raiz, porque o restante eu perdi tudo… ficando apenas uns fiapos na ponta. Como meus cabelos são muito volumosos e tenho muitos fios, não dava para perceber que ele estava pouco. Por conta disso, para poder cuidar melhor, decidi cortar bem curto e começar um tratamento sério. Esse então é meu primeiro Big Chop. Vejam as fotos abaixo com o novo corte:

Transição-Capilar_Primeiro-BIG-CHOP

Fase 2: Primeiro Big Chop.

ANO 2015 – Janeiro ~ O segundo (quase) Big Chop

Com o crescimento dos novos cabelos, o parte alisada já estava me incomodando porque o volume da raiz já estava tomando lugar de tudo. Embora eu estivesse fazendo tudo certinho, usando leave-in, hidratações semanais e secando direitinho, ainda estava me deixando desmotivada a continuar. Assumo que pensei em alisar novamente, por algumas vezes. 🙁 Algumas partes do meu cabelo estavam bem duras, principalmente no meio da cabeça. Nossa, aquilo me deixava muito triste. Por isso decidi tomar uma atitude ainda mais radical, tirar totalmente o alisado, ou quase. Por isso fiz um pouco de undercut, aquele procedimento que raspa um lado do cabelo e deixa outro grande. Bom, então foi isso que eu fiz para tentar amenizar o volume. Vejam só:

Transição-Capilar_Segundo-BIG-CHOP

Fase 3: O segundo (quase) Big Chop.

ANO 2015 – Março ~ Meta: Retirar o alisado completamente

Minha meta para o mês de março é retirar tudo que ainda resta de liso! Sim, vou perder essa minha franja! 🙁 É uma decisão muito dolorosa ainda, mas acho que preciso me libertar logo disso. Tanto é que hoje eu to excluindo essa franja de qualquer jeito dos meus penteados. Assim que eu tiver as fotos, atualizarei esse post… Prometo! 😀

Para quem quer saber o que é Big Chop, sugiro que leia esse post que a Dani fez. Achei bem bacana e esclarecedor.

Espero que esse post possa trazer algum benefício para você. É um decisão realmente muito difícil e só quem passa por isso entende de verdade como é. Desde de o dia que decidi mudar meu estilo de vida capilar, passei a valorizar muito mais meus cabelos e cuidar deles, coisa que quase eu não fazia antes. Para nós mulheres, cabelo é auto-estima é o que “nos deixa bonita”. Pelo menos para mim era… Mas em breve, sinceramente, espero me sentir bonita outra vez, mas agora com meus cachinhos! ^^

Beijos!

~ ♥ Se você gostou desse post, deixe um comentário! ♥ ~

Você também pode gostar...

Lifestyle ~ Moda ~ Recebidos

Pulseira de berloques ETERNITY by Gold Design

2 de fevereiro de 2015
Pulseira_Berloque_Eternity_Manaus

Essa semana a Gold Design, uma joalheria bem famosa aqui de Manaus, me mandou um mimo super lindo, uma Pulseira de Berloques. Para quem não conhece, é aquela pulseira bem famosa que compramos a correntinha e podemos personalizar com pingentes (ou berloques) conforme nosso gosto, com os que a gente mais gostar, que lembram coisas que marcaram nossa vida, sejam realizações pessoais, de trabalho, para lembrar pessoas que a gente ama.

Esse tipo de pulseira ficou super famoso recentemente quando a Pandora lançou suas pulseiras, mas essa peça é super antiga e quem começou foram os egípcios, que as usavam para manter longe espíritos malignos e também para mostrar o status… Essa última parte não destoa muito do que temos hoje em dia (hehe) já que dependendo do tipo de berloque que escolhemos, a pulseira completa pode sair mais que 1 mil reais. Mas calma, não se assuste, a Gold Design tem uma variedade bem bacana com preços super acessíveis. 😉

Achei a ideia do mimo ótima e já escolhi os berloque que quero ter na minha Eternity! 😀 A peça que eu ganhei veio com o berloque do Espírito Santo para me proteger. Um amor, né?!<3

Pulseira_Berloque_Eternity_Manaus Pulseira_Berloque_Eternity_Manaus Pulseira_Berloque_Eternity_Manaus Pulseira_Berloque_Eternity_Manaus Pulseira_Berloque_Eternity_Manaus Pulseira_Berloque_Eternity_Manaus

As peças são e super resistentes, são confeccionadas em Prata de Lei 925/950. Ideal para te acompanhar o tempo todo. A Gold Design tem as Pulseiras Eternity nas duas lojas, no Amazonas e no Manauara Shopping. Todas as duas lojas têm uma grande variedade de berloques, um mais lindo que o outro. Consegui apenas algumas imagens dos berloques e também apenas alguns preços, mas nas lojas tem muuuito mais que isso, viu?! 😀

Berloques_Eternity_GoldDesign

Se interessou pela pulseira e quer ter uma? Vá até uma das lojas Gold Design ou ligue pelo telefone abaixo para adquirir a sua. Ah, não se esqueça de dizer que viu aqui no blog, viu?! 😀

Gold Design Joalheria – Amazonas Shopping (92) 3631-1380 | Manauara Shopping  (92) 3236-8930

Eu amei muito minha pulseira e quero muitos dos berloque que tem nessa lista! hehe <3 Em breve mostro para vocês ela completinha. 😀

Beijos!

~ ♥ Se você gostou desse post, deixe um comentário! ♥ ~

Você também pode gostar...